Av. Guilherme Giorgi, 374

Vila Carrão - S. Paulo - SP

(11) 99246-3632

© 2016 por Renata Giudice

 

  • Facebook Social Icon

E agora, Renata?

O médico falou que estou com intolerância à lactose. Preciso tomar leite de soja?

Se você só tiver intolerância a lactose, seu problema é com o açúcar do leite e não com a proteína. Procure um leite de vaca com zero lactose. Existem várias marcas. Iogurtes e outros produtos também podem ser encontrados facilmente. Quando o problema é uma alergia à proteína do leite de vaca é necessário trocar por produtos de origem vegetal como soja, amêndoas ou arroz. Muitas vezes é necessário fazer um exame para verificar qual é o tipo que você apresenta. Vale a pena consultar um profissional para ter orientações mais precisas!

Meu filho de 16 se sente muito magro e quer tomar suplementos alimentares. Tenho muito medo que ele tome este tipo de "bomba". Qual é sua opinião sobre isto?

O ideal é buscar nos alimentos todo o aporte energético com a finalidade de ganhar peso. Consumir gorduras saudáveis como castanha de cajú ou do Pará podem auxiliar a um ganho de peso mais natural. Alimentos como abacate, carboidratos ricos em fibras, laticínios e frutas em geral são opções melhores quando o assunto é aumento de peso, porém nem sempre é possível ganhar massa muscular seu o uso de suplementos nutricionais. Estes produtos em geral são seguros, mas é fundamental fazer exames antes de iniciar o uso. Se o adolescente tiver qualquer problema nos rins o problema pode se instalar de forma muito séria. Não devemos confundir suplementos alimentares com anabolizantes. São produtos totalmente diferentes, lembrando que não é da competência do nutricionista fazer este tipo de prescrição. Fazer uma reeducação alimentar, comer em intervalos regulares ainda é a melhor forma de buscar desempenho esportivo adequado e qualidade de vida!

Na adolescência é comum ter uma maior insatisfação em relação ao peso e a aparência. Melhorar a alimentação é sempre mais adequado que tomar suplementos, mas muitas vezes eles são alternativas viáveis e seguras para o seu filho.